Placa de desenvolvimento AVR-IoT WG Microchip

A placa de desenvolvimento IoT da Microchip visa simplificar o desenvolvimento de dispositivos IoT, tornando o processo mais rápido e menos exaustivo.

Desafios IoT: Protocolos de Segurança e Comunicação

No início, haviam SoCs Wi-Fi e microcontroladores que permitiam que os engenheiros criassem rapidamente produtos habilitados para a Internet. Não demorou para que o termo “IoT” fosse adotado e todos os fabricantes corressem para transformar praticamente tudo e qualquer coisa em um produto IoT. No entanto, essa corrida rápida para a produção criou problemas para a indústria e para os clientes.

Um dos principais problemas tem sido as medidas de segurança que não foram inicialmente implementadas, o que significa que hackers podem facilmente invadir dispositivos e usá-los maliciosamente. Essa é uma luta constante, já que impressoras, refrigeradores e outros dispositivos de IoT ainda são recrutados para ataques DDoS de grande escala.

Em segundo lugar, sem um acordo industrial sobre padrões, a maioria das empresas produzia seus próprios protocolos para transmissão de dados, o que significava que um dispositivo de uma empresa não poderia ser facilmente usado com outros serviços. Resolver esses problemas será vital para o futuro do setor de IoT.

A solução para IoT da Microchip

A placa de desenvolvimento AVR-IoT WG é uma solução de prototipagem IoT totalmente integrada, que permite a criação de projetos IoT em poucos minutos depois de removê-los da caixa. A placa contém um kit de hardware, incluindo um circuito de carregamento de bateria, um depurador, vários sensores e GPIO.

No coração do AVR-IoT WG está o ATMEGA4808, que é um micro-controlador de 8 bits com clock de 20MHz, até 48KB de Flash, 6KB de SRAM e 256 bytes de EEPROM.

Para conectividade Wi-Fi, a placa contém um módulo ATWINC1500 de 2,4 GHz b / g / n de baixa potência que é conectado via SPI e pode ser usado com vários serviços de rede, incluindo DHCP, DNS, TCP, UDP, HTTP e HTTPS.

Como a segurança é uma grande preocupação no campo da IoT, a placa de desenvolvimento AVR-IoT WG também integra um coprocessador criptográfico ATECC608A que ajuda a descarregar funções criptográficas do processador principal. Integrado ao ATECC608A, está o armazenamento protegido para até 16 elementos (chaves, certificados ou dados), suporte de hardware para sinal assimétrico, verificação e arranjo de chaves, suporte de hardware para algoritmos simétricos (SHA-256 e AES-128), suporte a boot seguro, número de série exclusivo de 72 bits garantido e gerador integrado de números aleatórios.

O AVR-IoT possui um depurador integrado, o nEDBG, que atua como uma porta de comunicação virtual, um depurador e um gateway de dados. Mas a característica mais importante do nEDBG é, sem dúvida, a aparência de um dispositivo de armazenamento em massa que permite a programação de arrastar e soltar. Isto significa que um programa compilado pode ser simplesmente arrastado para o AVR-IoT WG como se fosse um dispositivo removível, como uma unidade flash USB.

De acordo com a Microchip, o AVR-IoT WG integra um circuito de carregador baseado no MCP381 para conectar baterias de íons de lítio externas, o que elimina a necessidade de qualquer circuito adicional. Isso permite que o AVR-IoT WG seja integrado à maioria dos cenários de protótipo do consumidor, sem a necessidade de projetar circuitos de controle de energia.

A placa AVR-IoT WG também integra dois LEDs para indicação de energia, onde o LED vermelho indica carga e baixa tensão da bateria e o LED verde indica que o carregamento está completo.

A placa pode ser usada com o Google Cloud IoT, que incorpora soluções de autenticação, incluindo o uso de raiz de hardware de confiança, implementação de código simples com base no JSON Web Token. Não tem dependência do TLS graças à arquitetura JWT. Outro recurso útil do Google Cloud IoT é a criação de nós inteligentes e seguros.

Para saber mais sobre as novidades Microchip e do mundo IoT, acompanhe nossas redes sociais: Facebook, Instagram e Linkedin.